AS FRASES HISTÓRICAS SOBRE A CAUSA INDÍGENA   21 comments

Ao longo da história indígena,  alguns personagens destacaram-se por colocaçõs inesquecíveis. Algumas em favor e defesa dos direitos dos povos indígenas, outros mostrando a real exploração interminável dos povos europeus para com os índios.

“Nossas terras são invadidas, nossas terras são tomadas, os nossos territórios são invadidos… Dizem que o Brasil foi descoberto; o Brasil não foi descoberto não, Santo Padre. O Brasil foi invadido e tomado dos indígenas do Brasil. Essa é a verdadeira história que realmente precisa ser contada.”

Marçal Tupã’i, líder Guarani-Nhandeva, no discurso feito ao Papa João Paulo II, por ocasião de sua visita ao Brasil, em 1980

 

 

 

 

 

 

 

“Enquanto o Brasil real não assumir, com a  devida lucidez e honestidade, sua trajetória indígena e indigenista-antindígena secularmente, na política oficial-este país, pluricultural,  pluriétnico, plurinacional, não estará em paz com sua consciência, ignorará sua identidade e carregará a maldição de ser oficialmente-etnocida, genocida, suicida.”

D. Pedro Casaldáliga, bispo de São Félix do Araguaia

 

 

 

 

 

 

 

 

” Aqui, nesta Conferência, analisamos a sociedade brasileira nestes 500 anos de história de sua construção sobre os nossos territórios. Confirmamos, mais do que nunca, que esta sociedade, fundada na invasão e no extermínio dos povos que aqui viviam, foi construída na escravidão e na exploração dos negros e dos setores populares. É uma história infame, é uma história indigna.”

Documento final da Conferência dos Povos e Organizações Indígenas do Brasil. Coroa Vermelha, Bahia, 21 de Abril de 2000

 

 

 

 

 

“No Estado do Maranhão, Senhor não há nouro nem prata mais que o sangue e o suor dos índios: o sangue se vende nos que cativam e o suor se converte no tabaco, no açúcar e demais drogas que com os ditos índios se lavram e fabricam. Com este sangue e suor, se medeia a necessidade dos moradores; e com este suor, se enche e enriquece a cobiça insaciável dos que lá vão governar.”

Padre Antônio Vieira, missionário jesuíta, 1655

 

 

 

 

 

 

”A entrada e a guerra que há de se fazer aos bárbaros(…) que possa ser mais ofensiva, degolando-os e seguindo-os até os extinguir, de maneira que fique de castigo a todas as mais nações que confederadas com eles não temiam as armas de Sua Magestade.”   Mathias da Cunha, Governador Geral do Brasil,1608

 

 

 

” Os índios Paranaobí, que foram buscados por tantos anos(…) desceram para a igreja. Viviam 130 léguas metidos pelo sertão(…) Postos a caminho, começaram a sentir os trabalhos rigorosos e os perigos deles [os rios encachoeirados0). Até que enfim chegaram todos com saúde e alegria na Aldeia dos Reis Magos. Mas como acharam esta aldeia infestada de bexigas, ateou a peste delas nos novamente chegados e pouco a pouco começaram a morrer.” Padre Antônio Vieira, missionário jesuíta, 1624-1625

 

 

 

” Não é de se surpreender que esses índios, sem Fé, sem Lei, nem Rei, sem escrita e sem arte, hajam praticado desordens tão monstruosas.

O demônio que eles adoravam nos ídolos, não tinham prazer senão em afogá-los em todo gênero de abominações.” Frei Martinho de Nantes, missionário capuchinho, 1672

 

 

 

” Chegou a coisa (a mortandade) a tanto que já não havia quem fizesse covas e alguns se enterravam pelos monturos e arredor das casas e tão mal enterrados que os tiravam os porcos. Cada engenho houve onde morriam 90 a 100 peças(escravos) e outras onde não ficou quem fosse buscar água à fonte.’

Padre Leonardo do Valle, jesuíta, Carta da Bahia, 1563

 

 

 

 

 

” Achamos aqui assados vivos a homens racionais: crianças, mulheres e varões. É costume comum desses homicidas (os paulistas) que quando vão embora apressados queimem os enfermos, os velhos e os impedidos de caminhar.” Ruiz de Montoya, missionário jesuíta,1639

 

 

 

” Nós, povos  indígenas do Brasil, percorremos um longo caminho de reconstrução dos nossos territórios e das nossas comunidades. Com essa história firmemente agarrada por nossas mãos coletivas, temos a certeza de que rompemos com o triste passado e nos lançamos, com confiança, em direção ao futuro.”  Documento final da Conferência dos Povos e Organizações Indígenas do Brasil. Coroa Vermelha, Bahia, 21 de Abril de 2000

 

 

 

” E vocês, da sociedade dos brancos, também podem ajudar  nessa luta. Primeiro, procurando se informar mais sobre a realidade de cada povo. Compreender o povo indígena. Os brancos precisam buscar, lá no fundo do coração deles, a verdade que existe e que tentam esconder.'”

Aurivan dos Santos Barros, líder Truká,

 

 

 

 

” Nós, mulheres de todos os povos indígenas, temos sofrimentos parecidos. Nós sofremos todo tipo de violência e miséria, morremos de tantas formas e em nome dessa riqueza que está aí, nas mãos de quem? Por isso, precisamos unir nossas forças, buscar caminhos para colaborar na luta pela terra, pela cultura, pelo respeito.”    Maura Titiá, Pataxó Hã-Hã-Hãe, terra indígena Caramuru- catarina-Paraguassu, Bahia.

 

 

 

” A trajetória dos povos livres e nas cidades são exemplos de resistência e de disposição na construção de Outros 500. Mais do que uma prova viva do fracasso do projeto colonizador, eles mostram que é possível e é imprescindível lutar para a evolução de uma sociedade que respeite, celebre e compartilhe as diferenças.”   Cimi

 

 

 

 

” O sangue e o sonho de nossos antepassados permanecem em nós. Apesar dos galhos terem sidos cortados, seus frutos roubados e até seu tronco queimado, as raízes estão vivas e ninguém pode arrancá-las.”   1° Enconto dos Povos Indígenas do Tapajós,  Dezembro de 1999

 

 

 

” Eu sirvo até de adubo para minha terra, mas dela não saio.”  Samado, líder Pataxó hã-hã-hãe

 

 

“Hoje estamos começando a sonhar do fundo dos anos que passamos mergulhados no túnel do tempo. Durante este longo túnel foram exterminadas muitas culturas… Só agora é que estamos com direito de ter comunicação, através da escrita. Mas o túnel do tempo mostra que somos capazes de realizar sonhos que sempre tivemos como povos diferentes e valorizados dentro de nós mesmos e espiritualmente.’ João mana Kaxinawá   

 

 

 

 

 

” Na contramão do capitalismo os povos indígenas guardam a chave de um sistema social e educacional que prepara as futuras gerações para uma sociedade centrada na pessoa e na comunidade. Apesar dos 500 anos e do capitalismo, os povos indígenas continuam construindo sociedades sem exclusão.  Os povos indígenas nos fazem pensar sobre a vida sobre a essência da vida.” Paulo Suess, assessor teológico do Cimi

 

 

 

 

 

” Apesar do peso da velha história, inscrita nas classes dominantes deste país, na sua cultura, nas suas práticas políticas e econômicas e nas suas instituições de Estado, já lançamos o nosso grito de guerra e fundamos o início de uma nova história, a grande história dos Outros 500.  A nossa luta indígena é uma homenagem aos inúmeros heróis que tombaram guerrendo ao longo de cinco séculos. A nossa luta é para nossos filhos e netos, povos livres numa terra livre.”  Documento final da Conferência dos Povos e Organizações Indígenas do Brasil. Coroa Vermelha, Bahia, 21 de Abril de 2000

 

 

 

 

” Tiraram a vida de uma de nossas lideranças, mas nós, mulheres, temos o poder de gerar outras dez.”  Neusa Pataxó, na celebração da memória do cacique Xicão Xucuru, maio de 2000

 

 

 

 

 

” Se a palavra genocídio foi algumas vez aplicada com precisão a um caso, então é esse (a conquista da América). Nenhum dos grandes massacres do século XX pode comparar-se a esse catombe.” Tzevtan Todorov

 

 

 

 

” Impulsionados por nossa fé no evangelho da vida, justiça e solidariedade, e frente às agressões do modelo capitalista, decidimos intensificar a presença e apoio junto às comunidades indígenas e intervir na sociedade brasileira como aliados dos povos indigenas, fortalecendo o processo de autonomia desses povos na construção de um projeto alternativo, pluriétnico, popular e democrático.”    Objetivo da atuação do Cimi, definido pela Assembléia Geral da entidade, em 1995

publicado em 15/04/2011 por JAIRÃ

21 Respostas para “AS FRASES HISTÓRICAS SOBRE A CAUSA INDÍGENA

Assinar os comentários com RSS.

  1. Todos somos brasileiros e devemos ser respeitados. Somos cidadãos, vivemos no mesmo país e junto com outros irmãos, no mesmo planeta. todos dependemos e fazemos parte da natureza viva que constitui a Terra. Devemos nos respeitar e respeitar a natureza.

    Viviane

    Viviane Farias
  2. Assim como todos os indios precisam de respeitos, devemos muito a eles,a conservação da floresta dependem deles, vamos tentar impedir a extinção do nossos irmãos.O Brasil e uma mistura de varias raças e uma delas indiginas, vamos fazer 500 anos e não temos nenhum respeitos por um povo que tem como formação esse Pais lindo e rico na cultura e não estamos nem ai, que nossos governantes olhem mais para esse povo e deem a eles suas terras, suas casas e suas vidas.

    Antônio jose
    • Deem a eles não.Devolvam a eles. O pior ,triste e revoltante é que a começar pelos governantes são e foram omissos,covardes e traidores,chegando ao ponto de “fechar os olhos” e a política e “sistema”, até aqui tem pesado muito contra os nossos irmãos,mas já é hora de mudar e porque não dizer já passou da hora de mudar e embora um pouco tarde e preciso que haja mudança.

      Ilma Dantas de Jesus da Silva.
  3. O Brasil é um Pais, hoje de muitas raças, mais os indígenas são os verdadeiros donos sem dúvidas, são nossos irmãos,. Pois merecem ser amados por todos nós. Salve os irmãos indígenas.?.

    Rogério Nogueira
  4. Porque levamos tanto tempo para adimiti os erros que foram cometidos com todas essas pessoas?É um ou mais absurdo. vamos para de esconder estas verdade. desde ja para nossas crianças nas escolas. nos dizimos assim como os Americanos.negros, indios continuam a sofre neste Pais;

    Antonio Cosme
  5. indio é tanto gente quanto os politicos .tambem preciza de sombra e agua fresca

  6. SIM,COM CERTEZA O DESRESPEITO AS TRIBOS INDÍGENAS ESTÃO REFLETIDAS NA SOCIEDADE ATUAL.NÃO HÁ RESPEITO ENTRE PESSOAS, ANIMAIS E NEM TÃO POUCO A NATUREZA.A IMPUNIDADE ESTÁ A SOLTA.E A TOLERÂNCIA ACABOU.E MUITAS COISAS FOGEM AOS NOSSOS OLHOS, PORQUE NÃO ESTAMOS DIA A DIA COM ELES.VIVA O INDIO QUE DESCOBRIU O BRASIL,MAS ESTÃO PERDENDO O ESPAÇO NESSA TERRA.

    ANDREIA ALENCAR
  7. Os índios são como a floresta viva, mas que tem ser preservada como vida para permanecer livre.

  8. Os Indios são seres vivos assim como nos somos.Por que antes de nois quem estavão aqui eram eles….

  9. Infelizmente tomaram o que era deles e ainda não os respeitam, desde que o mundo é mundo sabemos, que os primeiros a pisarem neste solo foram os Índios.

    Roberto Braz
  10. somos descendentes de uma geração mista, devemos ter respeito a nos mesmo, vermelho, preto, branco estas cores juntas se torna uma só não tem essa de discriminar ninguém pois somos iguais.

  11. não se deve expulsar o dono da própria casa, fizeram isso com os indios eles são nativos e não invasores, devemos respeitar o seu espaço.na verdade o brasil não foi descoberto, foi tomado.isso não é certo temos de respeita-los todos, como pessoas.isso sim é o certo.

  12. Os Índios foram os primeiros habitantes do Brasil ,por isso merecem todo respeito e dedicação .Só que não souberam dar nome a esta Terra.Os portugueses quando vieram em 1500 deram nome a esta Terra que hoje se chama Brasil.

    Antonio Teixeira de Oliveira
  13. Os verdadeiros donos destas terras são o Povo Indigina . eles precisam ser respeitados

  14. Os brasileiros de hoje são únicos no mundo, pois resultam da mistura, iniciada no ano de 1500. Naquela época havia uma contextualidade e situacionalidade do continente e do mundo, que motivaram a permanência dos portugueses nas terras indígenas. Era tempo de expansão das fronteiras geográficas e políticas do mundo ocidental, quando os povos de culturas primitivas, sem defesa, foram derrotados e quase extintos. É a História! No entanto, nossa Constituição Federativa de 1988 define nossa formação de povo, e o índio nativo tem o respeito por ser uma das bases da formação do brasileiro. Ainda que em reservas, também é brasileiro. Os territórios como reserva, se presta a manutenção única da cultura primitiva, onde pode ser preservada. Lembremo-nos de que os índios que vivem no Brasil são brasileiros e como tal possuem todos os direitos, respeitadas as limitações impostas pela própria cultura de sua tribo. Os indígenas, os afrodescendentes, os imigrantes e todos que aqui nascem e moram, legalmente, são do Brasil e compõem a nação brasileira. Viva o índio do Brasil.

    Nilo Cesar Bellizzi
  15. Primeiro devemos preservar os nossos primeiros habitantes do Brasil ,depois verificar e respeitar as culturas indígenas,agora precisamos ter condições de estabelecer qual o caminho que iremos buscar para não acabar com as tribos indigenas no Brasi,conheça o índio antes que ele acabe desaparecendo …

  16. os índios fazem parte de nossa história, por isso devem ser valorizados como parte de nossa história

  17. È, assim como somos e precisamos ser respeitados eles também devem, afinal, é gente como a gente!

    Marlene Luisa de Jesus dos Santos
  18. Desrespeitar os ídios é o mesmo que desrespeitar à nós mesmos. Sou loiro, tenho olhos azuis, descendente de imigrantes italianos por fora. Mas por dentro, sou com muito orgulho um índio, pois adoro contato com a natureza, fogueiras, pescarias,etc… e minha bisa-avó paterna era nativa (Bugre/ Tupi-Guarani/), não sei bem ao certo.

    Jorge Luiz Coradin
  19. Os indios sÂo seres humanos como nos por isso presisamos respeitalos … hoje no brasil tem ainda 300 mil indios .

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: